Detalhe

Busca por cursos EAD com foco em menor preço aumenta 95% nos últimos 10 meses, aponta pesquisa

09/04/2021 | Por: Quero Bolsa | 268
Foto: Reprodução/ Quero Bolsa

De acordo com a segunda edição da pesquisa “Observatório da Educação Superior: Análise dos Desafios para 2021”, a pandemia do COVID-19 impactou diretamente na busca por cursos de graduação em universidades particulares.

Feito pela Educa Insights e divulgado pela Associação Brasileiras das Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), esta etapa do levantamento coletou respostas de 1.112 estudantes, de 17 a 50 anos, das classes ABCD, entre os meses de março e abril de 2021.

O primeiro efeito da pandemia registrado pela pesquisa foi o fenômeno de migração para a modalidade de ensino a distância, que aumentou 133% nos últimos 10 meses. Em março, 42% dos estudantes responderam que passaram a preferir o formato EAD pós-Covid. Em novembro, essa taxa era de 18%.

A questão financeira contou muito para a migração para o EAD. Segundo a pesquisa, a busca de cursos com foco em preço aumentou 95% nos últimos 10 meses. Em março, 72% dos entrevistados informaram que, ao migrar para o EAD, buscam a instituição com o melhor preço, independente da marca.

Ainda em relação ao financeiro, mais da metade dos entrevistados (56%) tiveram que repensar sobre a decisão de iniciar um curso superior após a interrupção do pagamento do Auxílio Emergencial do governo.

Preferência pela área da Saúde
Outro impacto da pandemia se deu na escolha das áreas de estudo. A área da Saúde teve o maior interesse entre os estudantes (26%). Em seguida, se destacam as áreas de Negócios e Gestão (14%), Direito (12%), Tecnologia da Informação (12%), Engenharias (10%), Artes e design (10%) e Educação (8%).

Reflexo do Enem 2020
A pesquisa constatou um aquecimento na captação das universidades privadas com o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mesmo com o calendário atípico do exame.

Com a nota do Enem 2020 em mãos, 40% dos estudantes responderam que pretendem se matricular numa faculdade particular. Outros 42% aguardam o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e 18% pretendem buscar uma vaga pelo Programa Universidade Para Todos (Prouni) e pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Em caso de reprovação no Sisu, 92% dos estudantes desejam ingressar numa instituição privada. Somente 8% disseram que pretendem tentar novamente entrar numa universidade pública.


Conteúdo Relacionado

Vídeos

ABMES apresenta mitos e verdades sobre EAD na Câmara dos Deputados

Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES, participou na terça-feira (27/08) de audiência pública na Câmara dos Deputados para debater EAD na área da Saúde. Na ocasião, Caldas desmentiu algumas informações irreais relacionadas à modalidade e ressaltou a importância da observação dos critérios regulamentares do MEC para a utilização plena e responsável da tecnologia

Notícias

Pandemia amplia e acelera a busca por cursos superiores a distância

Mais antiga universidade de Ribeirão Preto oferece cinco cursos de graduação na modalidade EAD

Ensino à distância se consolida na pandemia

Com os impactos da pandemia a modalidade EAD cresceu vertiginosamente, transformando vidas e mudando a forma de aprender e ensinar, mostra o levantamento realizado pela ABMES