Detalhe

Governo define valor máximo de contratos do Fies neste semestre

10/08/2017 | Por: Valor Econômico | 176

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) estabeleceu que no segundo semestre deste ano, o valor máximo para aditamento de contratos formalizados até o segundo semestre de 2015 é de R$ 42,983 mil.

A portaria define ainda que, para contratos formalizados a partir do primeiro semestre deste ano, o valor máximo é de R$ 30 mil.

O texto especifica que cabe “ao estudante arcar com a eventual diferença”.


Conteúdo Relacionado

Áudios

Áudio: Seminário ABMES 35 anos (Janguiê Diniz)

Data:08/08/2017

Descrição:

Áudio de Janguiê Diniz, diretor presidente da ABMES, sobre o Seminário ABMES 35 anos.

Download

Áudio: Seminário ABMES 35 anos (Debate)

Data:08/08/2017

Descrição:

Áudio do debate sobre o Seminário ABMES 35 anos.

Download

Vídeos

Fies 2018 é tema de discussão em celebração de 35 anos da ABMES

A Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior comemora a data e recebe equipe do MEC para entender detalhes do Novo Fies.

Seminário ABMES 35 anos (Debate)

Vídeo do debate sobre o Seminário ABMES 35 anos.

Seminário ABMES 35 anos (matéria 2)

Matéria sobre o Seminário ABMES 35 anos.

Eventos

Seminário ABMES 35 anos

08/08/2017

Hora:8h30 (credenciamento) a 13h

Notícias

Governo traça metas com apelo financeiro em novo Fies

Para dirigentes da ABMES, mudanças recentes descaracterizam o papel social do programa

Contratos do Fies para o segundo semestre já podem ser renovados

O prazo para renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil vai até 31 de outubro

Instalada comissão mista para analisar medida que modifica o Fies

O financiamento terá três modalidades e deve beneficiar mais de 300 mil estudantes em 2018

As pressões contra o novo Fies

A Medida Provisória que impõe novas regras, a partir de 2018, para o funcionamento do Fundo de Financiamento Estudantil já recebeu 278 propostas de emendas

Fies poderá financiar curso de graduação e pós na modalidade a distância

Atualmente, a lei restringe o financiamento do Fies aos cursos presenciais. Para o deputado, isso precisa ser corrigido para abarcar o EAD, a modalidade que mais cresce no País

Para especialista, mensalidades ficarão mais caras com as mudanças no Fies

Correio Braziliense: Sólon Caldas, diretor da ABMES afirma que o modelo atual já tem muitas restrições ao financiamento e as barreiras devem piorar com o novo Fies